Os projetos sociais da Fundação Dorina Nowill

Por Ananda Almeida, Débora Emílio e Renan Carvalhais

A Fundação Dorina Nowill também realiza programas gratuitos que oferecem tratamento adequado à cada necessidade, através dos programas Educação Especial, voltado para crianças e adolescentes, Reabilitação, oferecido a partir dos 18 anos e que visa o desenvolvimento pessoal e profissional do deficiente e a Clínica de Visão Subnormal, que atende pessoas de todas as idades com baixa visão. Além disso, vários cursos gratuitos são oferecidos ao deficiente visual, como informática, dança e fotografia. Em 2009, esses atendimentos especializados foram oferecidos para cerca de 1700 pessoas.

Saiba mais sobre a instituição aqui.

Para ser atendido gratuitamente pela Fundação Dorina Nowill, o portador de cegueira ou de baixa visão deve ir por iniciativa própria, levando comprovante de residência, documentos, como RG e CPF, além do laudo oftalmológico. Após o cadastro, o deficiente passará por uma entrevista com os assistentes sociais da instituição que avaliarão as condições social e econômica da pessoa e fornecerão as orientações necessárias.

Leia também:

Instituições contribuem para inclusão social dos cegos