Projeto Gratuito de Alfabetização de Adultos em Guarulhos

Por Vinicius Arques

 A Parceria de alfabetização de adultos gratuita no estado de São Paulo é um acordo entre o CIEE e o MEC, integrante do Projeto Federal “Brasil Alfabetizado”, proporciona a alfabetização de 60 jovens e adultos. O CIEE é responsável pelo espaço físico do projeto que inclusive é feito dentro da Paróquia Macedo localizada na cidade de Guarulhos, e fornece a Alfabetizadora e o material escolar aos alunos, além de uma orientação pedagógica do projeto. O Programa de alfabetização, mantém um núcleo que conta com o apoio de algumas empresas, da igreja católica e com a professora voluntário do projeto, Márcia de Peixoto Santos.

O maior trunfo do Projeto é a flexibilidade e a capacidade de se adaptar e se adequar as necessidades e realidades dos alunos, pois a maioria dos inscritos são moradores da região, e o conteúdo das aulas são relacionadas ao máximo com a vida cotidiana deles que por terem uma idade mais avançada têm experiências de vida e necessidades diferentes, então o projeto busca uma sintonia entre o professor e o aluno, buscando fazer uma mediação entre o saber do aluno e a educação formal.

   É a primeira vez que eu tenho a oportunidade de freqüentar uma escola e eu estou aprendendo muito. Eu sempre tive o sonho e a vontade de aprender a ler e a escrever, antes eu pegava um ônibus ou um metro pra ir trabalhar e eu não conseguia ler, tinha sempre que pedir informações, o que se tornava constrangedor, mais agora eu não preciso mais, eu já consigo ler, isso é o que eu chamo de vitoria.” Álvaro Castro de Oliveira, 57 anos aluno do projeto e morador de Guarulhos.

  Hoje o projeto conta com um único núcleo de ensino e pretende com o tempo aumentar seus núcleos para assim atingir um numero maior de pessoas,sendo assim o projeto pretende conseguir a ajuda de empresas privadas, publicas entidades sociais e ONG´s, que tendo interesse em ajudar possam fornecer espaço físico e um publico de no mínimo 25 pessoas contando funcionários e alunos, que necessitem ser alfabetizados.

O retorno dos alunos é muito gratificante, porque a maioria dos alunos que entram no projeto não sabem nem escrever o próprio nome e saem daqui com a vontade de terminar os estudos e fazer quem sabe uma qualificação profissional. O Projeto é uma troca de conhecimentos muito boa, porque eles aprendem com a gente e nós aprendemos muito com eles também.” Márcia de Peixoto Santos educadora voluntaria do projeto.

   A necessidade de alfabetizar nossos adultos está cada vez mais em pauta nos projetos sociais, e se mostra cada vez necessária a mudança rápida desse quadro de analfabetismo, pois a falta de preparo da maioria da população brasileira mostra uma carência de ensino fundamental e médio e que acaba repercutindo no futuro deste cidadão que por estar despreparado a ponto de não saber ler nem escrever, não consegue melhores condições de vida e empregos com melhores salários, que normalmente exigem uma preparação melhor do candidato, o que só é possível se tivermos bases solidas na alfabetização da nossa população.  

Voltar à sala de aula está sendo uma experiência nova e muito legal, porque eu parei de estudar na quarta série, porque tinha que ajudar meus pais, e agora eu estou revendo todas as matérias e aprendendo muito. Cada dia que passa é um novo aprendizado e hoje eu sei que se eu conseguir terminar meus estudos, e ter uma profissão mais justa, vou conseguir dar um futuro melhor para os meus filhos.” Eliede Gonçalves da Silva, 32 anos.

Trabalhos e Ações Sociais de Algumas das Principais Paróquias da Cidade de São Paulo e Grande São Paulo