Pastoral da Escuta

Por Alberto Marcondes
É um serviço gratuito, feito por voluntários, pessoas disponíveis para ouvir. Os voluntários são pessoas comuns que vivem o dia-a-dia, o próprio trabalho, a vida familiar e conhecem as dificuldades cotidianas. A privacidade e o sigilo a respeito do que for conversado são totais.
Os voluntários da Pastoral da Escuta estão aptos a oferecer às pessoas que os procuram, as atitudes básicas de Confiança nas pessoas humanas, respeito pelos que os procuram, aceitação delas como seres humanos muitas vezes carentes e compreensão pelas suas atitudes. O voluntário aprende a observar a si próprio, conhecer melhor o seu interior, a fim de melhor poder compreender e aceitar o próximo. Possui flexibilidade, abdicando de atitudes rígidas, nivela se com o outro, não ficando nem acima nem abaixo dele, possui a humildade de reconhecer que não possui a solução dos problemas do outro, não projeta no outro o seu ideal de como ele deveria ser ou agir. Possui disponibilidade não só de tempo, e doação de calor humano, como também para busca do seu auto¬conhecimento. É moderado em todas as suas atitudes e palavras.
O voluntário ouve ativamente, ouve realmente o que o outro diz, e deixa que ele perceba que está prestando atenção. Está atento àquilo que vem de si próprio e como isso afeta o interlocutor. Ouve o que é dito e observa o que não chega a ser dito. Manifesta paciência e calma em relação às incoerências do outro, muitas vezes perturbado e confuso, repetitivo. Respeita os silêncios do outro, não “atropelando” suas idéias, seus pensamentos. Compreende, mesmo que não concorde com o que lhe é dito. Comunica a ele o que ouviu e compreendeu. Guarda absoluto sigilo, não só da identidade do outro como do conteúdo da conversa. Fala pouco de si mesmo, dando ao outro toda a importância que ele merece. Aceita o fato de cada um saber, mais que ninguém, o que é melhor para si próprio. Enfim, faz com que a pessoa que o procura se sinta inteiramente à vontade para desabafar plenamente, sem receio de receber julgamentos, críticas, ameaças veladas, conselhos não desejados, ou direcionamento quanto ao rumo que deve dar à sua vida.
Pastoral da Escuta
Paróquia São Luis Gonzaga
Avenida Paulista, 2378 – São Paulo.

Trabalhos e Ações Sociais de Algumas das Principais Paróquias da Cidade de São Paulo e Grande São Paulo