Casa do Trabalhador em Barueri emprega mais de 2000 profissionais

Por Danielle Di Carla

É importante que ao tratarmos de empregabilidade e suas formas de inserção, possamos conhecer não somente os cursos profissionalizantes, mas também o trabalho dos governos municipais em prol do recrutamento de profissionais para o mercado de trabalho.

Imagem de Amostra do You Tube

De forma social justa, a Casa do Trabalhador objetiva reintegrar o desempregado ao mercado de trabalho e/ou gerar novas oportunidades para os trabalhadores que delas necessitam. Segundo Dejair Marques, responsável pelo setor em Barueri, todo município tem a sua Casa do Trabalhador, todavia, não são todos os governos que investem em sua manutenção e operação.

“O grande cuidado dos profissionais é que o desempregado, em principal, seja bem tratado e re-preparado para o mercado. Geralmente, aquelas pessoas que estão sem trabalhar a muito tempo se sentem desqualificadas e sem autoconfiança”, relata Dejair.

O desemprego no Brasil é algo que atinge milhões de pessoas e traz muito sofrimento. De modo geral, são pessoas mais humildes, sem condições de realizar um curso ou aperfeiçoamento em algum setor. Dentro desse ponto de vista, os cursos profissionalizantes se tornam essenciais. Seja qual seja ele ou onde seja, para o empregador é importante saber que o cidadão busca se aprimorar ou renovar seus conhecimentos. Para isso, é importante que as ONGs ou instituições que realizam tais cursos promovam a acessibilidade dessas pessoas.

Essa é uma das principais preocupações da Casa do Trabalhador – acessibilidade. O setor localizado dentro do Ganha Tempo Barueri dispõe de toda uma infra-estrutura para o empregador e futuro empregado. O contato pode ser feito pelo próprio candidato. De acordo com o modo de seleção de cada empresa, há processos de entrevistas e até palestras de motivação. A Casa também se preocupa em preencher vagas disponíveis de difícil colocação, como eletricistas, bombeiros e/ou gerentes de recursos humanos.

A empresa CSU Contact, por exemplo, recruta através de Paulo Cesar, vagas para operadores de Telemarketing. Certamente mais de 30 pessoas escutavam atentamente as palavras de Paulo naquela manhã de terça-feira. Dejair Marques afirma que durante o processo de seleção, os profissionais de contratação estipulam a média de três por um, ou seja, três candidatos para cada vaga disponível. Desempregado, Thiago dos Anjos transmite em suas palavras ansiedade e motivação.

O cadastramento de currículo deve ser realizado pelo site Portal Emprega São Paulo.

 

Leia mais:
Entidades oferecem cursos gratuitos para profissionalização
ONG Ana Rosa atua desde 1874 para capacitar jovens de baixa renda
Em busca do primeiro emprego
Volte a matéria principal
Entidades oferecem cursos gratuitos para profissionalização

 

Acompanhe pelo Twitter: @cresceraprender / Blog: crescerparaaprendersp.blogspot.com